05 Dicas Para Ser Produtivo Trabalhando Em Casa

ser mais produtivo trabalhando em casa

Você é um empreendedor digital ou trabalha remotamente para alguma empresa e não está conseguindo produzir?

 

Se você está precisando ser mais produtivo trabalhando em casa, este artigo foi feito para você!

 

Todos nós sabemos que são inúmeras as vantagens de trabalhar no conforto de casa, sem ter a preocupação de sair cedo para pegar trânsito ou até da roupa que vai vestir para trabalhar.

Mas, além de todas as vantagens também existem muitos desafios para enfrentar, a começar pela disciplina que você precisa ter para administrar toda a liberdade que um trabalho em casa te dá.

E quanto mais liberdade você tem mais precisa ter responsabilidade para que o seu trabalho seja realizado, trazendo bons resultados.

Para quem está acostumado com um trabalho tradicional, cumprindo uma rotina de tarefas e de horários, quando começa a trabalhar em casa acaba se distraindo com as tarefas de casa, com a TV ligada, com o barulho dos outros moradores da casa, etc.

 

Por isso, trabalhar em casa, apesar de ser muito vantajoso, é um desafio e tanto, pois em casa não temos a organização de um ambiente corporativo.

Em casa nos deparamos com pessoas conversando, TV ligada na sala, crianças brincando e fazendo barulho, etc.

 

Como você viu, o processo de trabalhar em casa requer muita disciplina. Por isso, vou deixar aqui a baixo 5 dicas para ser mais produtivo trabalhando em casa, que tenho certeza que vão te ajudar a aproveitar melhor o seu dia. Confira!

maneiras de ser mais produtivo

Dica #1 Escolha um ambiente tranquilo

 

Trabalhar em casa permite que você passe o dia da maneira mais confortável possível, sem ter preocupação com deslocamento, com o horário de sair de casa e chegar na empresa, sem se preocupar nem mesmo com a roupa que vai vestir para trabalhar.

Porém, todo esse conforto não deve ser sinônimo de trabalhar deitado na cama, de pijama, etc. Isso é até possível, mas não é indicado, pois pode prejudicar e muito a sua produtividade.

O ideal é que você tenha um ambiente separado especialmente para trabalhar. Portanto, separe um quarto em sua casa para montar o seu escritório.

 

Escolha um ambiente iluminado, silencioso e, se possível, que tenha uma janela para trazer luz natural e ventilação.

Coloque uma mesa com uma cadeira confortável, computador, telefone e todos os itens que você precisa para trabalhar.

Evite levar para este cômodo coisas que não tenham a ver com o seu trabalho e que só vão fazer bagunça no seu ambiente.

E outra coisa, não adiante montar um ambiente de trabalho se toda hora vai entrar alguém. Avise para todas as pessoas que moram com você que você está trabalhando e não deve ser interrompido.

 

Dica #2 Faça um planejamento

 

Faça um planejamento do seu dia de acordo com os horários em que você rende mais. Dessa maneira, você conseguirá concluir suas atividades em um prazo mais curto.

Preste atenção aos horários em que você é mais produtivo, que consegue se concentrar melhor e observe também quais são os horários em que você se sente cansado.

Através dessas observações você vai poder fazer um planejamento mais eficiente do seu dia e vai passar a ser bem mais produtivo.

 

Dica #3 Estabeleça metas

 

Não é porque você trabalha em casa que não deve estabelecer metas para atingir seus resultados.

A diferença é que agora a responsabilidade de alcançar os seus resultados é toda sua.

É natural que, sem uma pessoa cobrando resultados, você começa a procrastinar. Por isso a importância de estabelecer metas para atingir os seus próprios resultados.

 

Estabelecer metas diárias vai te ajudar a ser mais produtivo. Com elas você vai gravar mais vídeos, vai responder mais e-mails, vai atender mais clientes, etc.

Além de estabelecer metas diárias, você precisa ir aumentando aos poucos, para que a sua produtividade evolua.

Então, na noite anterior, anote tudo que você precisa fazer no dia seguinte, definindo prazos para finalizar cada tarefa e leia essa lista logo pela manhã, antes de começar a sua jornada de trabalho.

Para que você consiga atingir essas metas e mantenha-se motivado, recompense a si mesmo quando alcançar os seus objetivos.

 

Dica #4 Defina as prioridades

 

Com metas estabelecidas e bem claras, é hora de definir as prioridades.

Sabe a lista de metas que você vai escrever? Veja quais são as atividades que devem ser feitas primeiro e quais podem ser deixadas para depois.

Mesmo que todas as suas atividades sejam importantes, algumas são também urgentes. Então, observe quais são as atividades que interferem mais em seus resultados e comece por elas.

 

Depois, realize as tarefas menos impactantes para o seu negócio. Assim, sua produtividade vai aumentar e você vai atingir os resultados que espera para o seu negócio.

 

#5 Tenha uma rotina

 

Defina um horário para você começar as suas tarefas todos os dias, pois, mesmo que você trabalhe em casa, ter uma rotina é muito importante.

O modo como você começa o seu dia de trabalho pode determinar todo o resto do dia.

Sei que é difícil distinguir casa e trabalho, principalmente se você está começando a trabalhar em casa há pouco tempo.

E para conseguir cumprir todas as atividades estabelecidas, é necessário criar uma rotina de trabalho.

você é produtivo no trabalho?

Conclusão

 

Espero que estas 5 dicas te ajudem a ser mais focado em suas tarefas e a ser mais produtivo trabalhando em casa.

Não se preocupe se no começo você não conseguir seguir essas 5 dicas sem falhar, pois, isso é uma questão de adaptação.

Tenho certeza que em pouco tempo você estará cumprindo as suas metas e atingindo os seus objetivos.

 

Se você seguir essas 5 dicas, logo estará produzindo mais, cumprindo cada meta estabelecida, sabendo distinguir o que é ou não prioridade, mantendo o foco no que é importante para o sucesso do seu negócio, trabalhando em um ambiente específico e propício para quem deseja ser mais produtivo trabalhando em casa.

 

Liderança – As 5 melhores dicas para os Jovens Líderes

Seja você também, um líder

Você está à frente de uma equipe, assumindo um papel de liderança, mas sente-se inseguro por ainda ser muito jovem?

 

Se você quer compreender o que, realmente, significa liderar e como fazer com que esse desafio seja encarado de maneira tranquila e segura, continue lendo este artigo até o final.

Pois aqui você vai encontrar 5 dicas de liderança para jovens líderes, que vão te ajudar a encarar esse desafio e atuar, com sucesso, nessa nova posição.

Ao contrário do que muita gente pensa, liderar não significa dar ordens com autoritarismo e arrogância, impondo as suas próprias opiniões.

Liderar significa inspirar a equipe a fim de que todos trabalhem focados em um único objetivo.

 

Portanto, ser líder, principalmente quando se é jovem, pode ser bastante desafiador, mas, ao mesmo tempo, muito gratificante e inspirador.

melhores estilos de liderança

Dica #1 Não tenha medo de tomar decisões

 

Tomar decisões parece uma tarefa difícil, principalmente quando se é jovem. Isso porque, uma decisão equivocada pode trazer consequências negativas, tanto para a o projeto que você lidera, quanto para a sua carreira e sua vida pessoal.

Mas, neste momento, a sua função é liderar uma equipe e, como líder, você precisa estar preparado para tomar muitas decisões.

Mas ninguém nasce sabendo liderar, portanto, não se desespere, pois é possível aprender a tomar decisões com assertividade, treinar e depois aplicar o que aprendeu em sua vida profissional.

 

A primeira coisa que você precisa saber é que tem agora, em suas mãos, uma grande responsabilidade e, ao tomar as decisões que lhe competem, você precisa ser cauteloso.

Então, quando for tomar alguma decisão, evite agir pela emoção e procure refletir muito antes de fazer a sua escolha. Pense nas consequências que poderão vir com aquela decisão, se são positivas ou não.

Claro que, no início, você pode se sentir um pouco inseguro, principalmente por saber que as suas decisões envolvem outras pessoas, então, você pode conversar com um especialista naquele assunto, alguém que tenha muita experiência e que já tenha errado bastante e que pode te ajudar nessa tarefa.

 

Mesmo assim, se esforce para transmitir confiança para a sua equipe e para as outras pessoas que esperam a sua decisão.

 

Dica #2 Seja um exemplo para a equipe

 

Um bom líder deve ser um exemplo para a sua equipe, alguém em quem a equipe deve se inspirar.

 

Por isso, tudo que você for exigir dos seus subordinados, seja o primeiro a fazer.

Por exemplo, se exige pontualidade, chegue antes de todos, se exige conhecimento técnico em determinada área, se capacite primeiro, se exige proficiência em outro idioma, você precisa ter também.

 

Para que você transmita liderança de verdade e seja um exemplo para toda a sua equipe, você precisa inspirar confiança e segurança, no mínimo.

 

Dica #3 Demonstre confiança

 

Para ser um bom líder, não basta ter ótimas ideias e guarda-las para si. É necessário que as pessoas acreditem que você é realmente capaz de concretizar as suas ideias e, acima de tudo, você precisa motivar a sua equipe, para que ela se dedique ao máximo às tarefas que você delegar.

Ter carisma ajuda muito a passar confiança para as pessoas. Essa é uma das características mais comuns entre grandes líderes.

 

Saber falar com as pessoas é fator essencial para uma boa liderança. Mas não se desespere se, por acaso, você não possuir essa habilidade que, para muitos, é completamente natural e até um dom.

Saber se expressar publicamente pode até ser um dom para alguns, mas é uma habilidade que pode ser desenvolvida.

 

Você pode desenvolver a habilidade de falar com as pessoas, demonstrando confiança, no dia a dia, conversando com pessoas mais próximas e, aos poucos, em qualquer ambiente onde surja a oportunidade de você se expressar.

Assim, no ambiente de trabalho, diante da equipe, você vai conseguir se expressar melhor, demonstrar mais confiança para as pessoas.

 

Dica #4 Seja humilde e aceite sugestões

 

Sem dúvida você vai demonstrar ser um bom líder quando aceitar sugestões e opiniões da sua equipe. Pois isso, além de demonstrar humildade, demonstra que você confia em sua equipe, o que faz com que ela seja ainda mais comprometida e criativa.

 

Claro que, aceitar sugestões não significa que você vai acatar a todas. Você precisa ouvir e analisar cada sugestão recebida, antes de tomar qualquer atitude.

 

Dica #5 Se desafie sempre

 

Como um jovem líder, você precisa se esforçar para fortalecer as suas qualidades, melhorar seus pontos fracos e se desafiar e encorajar a si mesmo todos os dias.

Como líder, você precisa apoiar, desafiar e encorajar a sua equipe a afazer o melhor, mas precisa fazer isso consigo mesmo, constantemente.

Quando perceber que precisa de apoio, de um encorajamento, busque, dentro de si mesmo, a força e a motivação que te fizeram chegar à liderança.

 

Lembre-se que ser líder, principalmente quando se é jovem, precisa possuir características que se destacam da maioria. E você é um líder!

 

quais são as melhores dicas de liderança

 

Conclusão

 

Não se engane achando que um líder já nasce pronto. Os grandes líderes da história aprenderam a ser líderes e você também pode aprender e se desenvolver.

Claro que, em relação à liderança, há muito mais para falar, mas, com essas 5 dicas de liderança para jovens líderes, você já pode se sentir mais preparado para enfrentar esse grande e maravilhoso desafio.

 

Portanto, assuma o controle e torne-se um exemplo a ser seguido.

 

5 Modelos de Negócios na Internet

Negócios na Internet

Quando você inicia um site para começar a ganhar dinheiro, é importante entender qual modelo de negócio você está seguindo. Não depende apenas das medidas de marketing que você precisa usar, mas também de como você mede seu sucesso. 5 modelos de negócios diferentes podem ser encontrados principalmente na Internet hoje.

Quer saber quais são esses modelos, confira abaixo. Mas antes entenda o porquê você deve escolher um modelo de negócios na internet:

Por que você deve escolher um modelo de negócios?

Escolher um modelo de negócio para o seu site é uma decisão importante. Você não deve apenas de alguma forma planejar seu site descontroladamente e, em seguida, espero que você possa ganhar dinheiro com isso. As seguintes coisas dependem da sua escolha do modelo de negócios:

  • Seleção de medidas de marketing (on-line e off-line)
  • Endereçando os grupos-alvo
  • tecnologia exigida no site (por exemplo, sistemas de pagamento on-line)
  • Seu esforço para a criação e cuidado
  • Tipo de medição de sucesso
  • e muito mais

Somente se você já pensou o suficiente sobre o seu modelo de negócio para o seu site, você pode fazer o melhor uso de seus recursos.

A seleção de um modelo de negócios

Os modelos de negócios podem ser divididos em 5 formas diferentes. No entanto, é preciso ter em mente que esses são modelos de negócios, ou seja, tipos de monetização, e não modelos de websites. Diferentes tipos de modelos de websites (por exemplo, website clássico, blog, fórum, comunidade, etc.) podem ser vinculados a diferentes modelos de negócios.

Foi assim que o eBay decidiu oferecer gratuitamente o serviço de leilão e publicá-lo para financiamento. O importante é analisar exatamente as possibilidades e o potencial do seu próprio site. Geralmente, haverá um modelo de negócios que funciona melhor em seu caso específico do que os outros.

5 modelos de negócios na Internet

Abaixo está uma breve visão geral de 5 modelos de negócios na Internet. Confira:

  • Conteúdo patrocinado por anúncios

Um modelo de negócios muito típico hoje é o conteúdo suportado por anúncios. Estes são sites ou blogs que oferecem conteúdo de qualidade mais ou menos alta de graça. Para ganhar dinheiro, os anúncios são colocados nesses sites.

Estes podem ser banners clássicos ou camadas mais modernas. Ainda mais populares são os anúncios baseados em contexto, como os oferecidos pelo Google AdSense. Este blog usa exatamente esse material de publicidade.

Para ganhar dinheiro com conteúdo gratuito, você deve prestar atenção a algumas coisas. Estes incluem:

  • muitos visitantes, já que a publicidade on-line promete alta receita apenas com alto tráfego
  • conteúdo de alta qualidade que não pode ser encontrado em nenhum outro lugar
  • Boa otimização de mecanismos de pesquisa para muitos visitantes de mecanismos de pesquisa
  • vários parceiros de publicidade, pois reduzem o risco de inadimplência

Experimente diferentes espaços e tipos de anúncios para obter os melhores resultados

O conteúdo suportado por anúncios é o modelo de negócios mais comum na Internet. Isto também é porque pode ser implementado com relativamente pouco esforço.

  • Mercado de afiliados

Claro, o marketing de afiliados é muito semelhante à anterior. No entanto, existem algumas diferenças fundamentais que você deve ter em mente. A publicidade afiliada realmente funciona de forma bastante simples. Você promove ou recomenda um produto pago específico (virtual ou físico) ou serviço. Se o visitante do site estiver interessado, ele clicará no link para esse provedor de produtos ou provedor de serviços.

E aqui está a grande diferença. Você só começa a ganhar dinheiro se o visitante fizer uma ação específica no site do seu afiliado. Isso pode ser um aplicativo para um boletim informativo, o download de um documento específico ou (o clássico) a compra de um produto.

A diferença para a publicidade online é muito clara. Eles não têm tudo em suas mãos. Você “apenas” encaminha seus visitantes e espera que eles executem a ação desejada. Essa desvantagem geralmente é recompensada por comissões mais altas por visitante que realiza a ação desejada.

Para ter sucesso com publicidade afiliada, você deve considerar os seguintes pontos, entre outros:

  • Apoiar publicidade afiliada (banners ou links) com conteúdo editorial
  • Seja credível e elogie tudo sobre o trevo verde
  • Mais uma vez, muito tráfego é necessário, mas também deve caber tematicamente
  • Teste, teste e teste para os melhores resultados
  • Conteúdo pago

Difícil de implementar, mas também mais lucrativo para construir um site pago. Especialmente em países de língua inglesa, há agora um número de sites pagos ambos os grandes provedores e sites de nicho.

É importante que você forneça informações de alta qualidade para um grupo-alvo concreto. Geralmente, essas informações também podem ser usadas novamente para ganhar dinheiro. É por isso que muitos estão dispostos a pagar. Mas outras informações podem ser encontradas por leitores fiéis dispostos a pagar por isso.

Para conteúdo pago, você deve prestar atenção especial a:

  • uma apresentação clara do que o leitor pagante recebe por seu dinheiro
  • períodos de aviso curto
  • Análises de produtos
  • período experimental gratuito ou melhor
  • ofertas de bônus

O limite para os usuários da Internet usarem um serviço pago é muito alto e devem, na medida do possível, atingir um ponto vulnerável no grupo-alvo. O público-alvo não precisa ser tão grande quanto os modelos de negócios baseados em publicidade.

A administração de um serviço pago, no entanto, é bastante cara. Você deve realizar a contabilidade, gerenciar os leitores registrados, advertir o pagador inadimplente etc. Aqui você não deve subestimar o esforço e incluí-lo nos preços da sua oferta paga.

  • E-commerce

Criando sua própria loja é uma ideia tentadora para muitos freelancers. Se você vende produtos virtuais (e-books, software, hospedagem, etc.) ou produtos físicos, isso não importa muito e só faz diferença quando se trata de armazenar e enviar os produtos.

O esforço real para operar uma loja é muito alto e não deve ser subestimado. Entre outras coisas, você tem que pensar sobre as seguintes coisas:

  • Mantenha sua loja no status legal atual, caso contrário, ameace os avisos
  • Use um sistema de gerenciamento de mercadorias
  • Eles precisam de recursos humanos para gerenciar clientes e retornos inadimplentes
  • Expedir a mercadoria leva tempo.
  • O marketing online e offline da sua loja é muito importante.
  • Site com serviços

Uma monetização indireta de um site ou blog é muito interessante para provedores de serviços. Nesse caso, você não ganha dinheiro diretamente do seu site. Você usa seu site para comercializar um serviço que você fornece de outra maneira (on-line ou na vida real).

Este modelo de negócio pode ser muito bem sucedido porque tem uma grande vantagem. Você não tem anúncios etc. em seu site. É melhor não dormir na porta, mas apresentar o conteúdo do seu site como um especialista em questões específicas e como resolvê-los. Se você deixar essa impressão com seus visitantes, então é muito provável que eles gostem de usar seu serviço.

É importante encontrar os visitantes certos. Aqui a classe conta mais que massa. Isso é ainda mais verdadeiro, já que esse modelo de negócios é de particular interesse para empresas e provedores de serviços com atividades regionais limitadas.